• Cristina Dalla Nora

Sobre o que conversar? 13 Reasons Why


Se você não viu a postagem anterior sobre a série, clique aqui: https://www.vempensarpsi.com.br/single-post/2018/05/22/O-que-aprender-com-13-Reasons-Why

* Spoilers *

A segunda temporada acabou de estrear na Netflix (aliás, em 18 de maio – dia da luta antimanicomial), mas, por enquanto, falaremos da PRIMEIRA.

O objetivo aqui é revermos os 13 motivos ou 13 episódios e observarmos quais são os assuntos tratados ali que podemos conversar com nossos pais, amigos, psicólogos e outros.

É bom lembrar que quando temos uma relação pais-filhos mais democrática, com uma comunicação mais clara, aberta e com respeito ao outro (pais-filhos e filhos-pais), respeito aos seus sentimentos, pensamentos, opiniões, posicionamentos... só temos a ganhar!

Sobre o que podemos conversar?

Fiz uma descrição dos episódios e apontei quais seriam os motivos e assuntos para serem conversados em cada episódio (deixando claro que é a minha percepção, não a intenção dos autores / produtores da série). Vamos lá?

1. Fita 1, Lado A.

Sinopse: Enquanto todos na escola estão de luto pela morte de Hannah Baker. Clay recebe uma caixa com fitas gravadas por ela antes do suicídio.

Motivo 1 – Machismo - Justin Foley: foi o garoto em que Hannah deu seu primeiro beijo. Ele tirou uma foto dela enquanto descia no escorregador, em que apareceu sua calcinha. Essa foto acaba sendo compartilhada na escola, em que Hannah havia acabado de chegar. Justin aumenta a história para os amigos, a fim de contar vantagem, dizendo que eles foram mais longe do que realmente tinham ido. Hannah começa a ter problemas e entra em processo depressivo, pois a história lhe dá uma reputação negativa diante dos colegas da escola.

Assuntos para conversarmos: boato sexual, foto obscena, privacidade, intimidade, primeiro beijo, redes sociais, exposição, machismo.

2. Fita 1, Lado B.

Sinopse: Hannah se torna amiga de Jessica e Alex, que também são novos na escola. Justin não aparece para a aula e a mãe de Hannah faz uma descoberta perturbadora.

Motivo 2 – (Des)amizade - Jessica Davis: Jessica também é nova na escola e após um chocolate quente no Monet’s, a amizade entre ela e Hannah brota. Assim como, a amizade das duas com Alex, que também é novo na escola. Até que Alex e Jessica se afastam de Hannah e começam a namorar. Jessica considera que Hannah estaria dando em cima do Alex e mostra uma lista em que ele classifica Hannah de “melhor bunda” e Jessica de “pior bunda”. Dessa forma, a amizade das duas termina, pois Jessica acredita que Hannah é o motivo do término do namoro dela com Alex. Depois, Jessica começa a namorar com Justin.

Assuntos para conversarmos: amizade, namoro, traição, comunicação efetiva.

3. Fita 2, Lado A.

Sinopse: Ciúmes e fofocas atrapalham as relações de Hannah. Alex se sente arrependido do que fez e os garotos tentam obrigar Clay a tomar um porre.

Motivo 3 – Ciúmes - Alex Standall: a confiança entre Alex e Hannah é quebrada por causa da lista que Alex fez após ter sido rejeitado sexualmente por Jessica, a fim de provocar ciúmes na mesma. A classificação da bunda de Hannah, perpetua a sua reputação negativa, relacionada a promiscuidade e isso faz com que ela comece a sofrer com assédios sexuais por parte de alguns estudantes. Clay e Hannah se aproximam. Alex sente uma enorme culpa pelo suicídio da Hannah e também culpa os outros colegas citados nas gravações.

Assuntos para conversarmos: ciúmes, assédio sexual, sexualidade, drogas, bebida, influência dos colegas. Família, violência doméstica (Justin).

4. Fita 2, Lado B.

Sinopse: Hannah acha que está sendo perseguida e prepara uma armadilha. Sua mãe confronta o diretor da escola. Clay dá o troco em alguém que agiu mal com Hannah.

Motivo 4 – Stalker - Tyler Down: tirava fotos de Hannah escondido e ela resolveu convidar sua colega, Courtney, para uma armadilha e descobrir quem estava a espionando em seu quarto. Tyler adora fotografia e flagra um beijo entre Hannah e Courtney, foto que se espalha, mais uma vez. Hannah passa a se sentir insegura e com medo, até mesmo em sua própria casa, e descobre quem é o fotógrafo.

Assuntos para conversarmos: redes sociais, seguidores, stalkers, fotografia, ética.

5. Fita 3, Lado A.

Sinopse: Rola um clima entre Hannah e Clay na festa da escola, mas uma fofoca de mau gosto estraga tudo. Clay leva Courtney para visitar o túmulo de Hannah.

Motivo 5 – Boatos - Courtney Crimsen: ela ajudou Hannah para descobrir quem era o stalker. Mas depois que tudo aconteceu, Courtney mudou suas atitudes. Hannah achou que tinham se tornado amigas, mas Courtney espalhou alguns boatos sobre Hannah, por interesse próprio, a fim de esconder sua homossexualidade e não ser mais o foco das fofocas por parte dos colegas.

Assuntos para conversarmos: arranjos familiares contemporâneos, bullying, popularidade na escola,relações por interesses, diversidade nas expressões da sexualidade.

6. Fita 3, Lado B.

Sinopse: O encontro que Hannah havia planejado para o Dia dos Namorados não corre como esperado. Após se envolver em uma briga na escola, Alex tem que enfrentar as consequências.

Motivo 6 – Humilhação - Marcus Cole: com tantos boatos dos relacionamentos de Hannah, Marcus entra para o time dos motivos, quando por zoeira chama Hannah para sair no Dia dos namorados, por acreditar que ela seria uma garota “fácil”. Ela achou que era sério o interesse dele por ela, mas na lanchonete, com todos os meninos olhando, Marcus a convida para ir a sua casa e passa dos limites ao tocá-la de forma sexual e Hannah reage irritada, ao perceber que os amigos dele estavam todos olhando e aquilo não passava de uma armação.

Assuntos para conversarmos: brigas, conflitos, assédio sexual, limite, humilhação, alcoolismo (Jessica).

7. Fita 4, Lado A.

Sinopse: O trabalho de classe de Hannah é sabotado. Os pesadelos de Clay com Hannah o assombram até mesmo durante o dia.

Motivo 7 – Sabotagem - Zach Dempsey: Zach se solidariza e é gentil com Hannah após ver o que Marcus fez com ela na lanchonete. Depois demonstra interesse por ela e ela o rejeita, pois não acredita que ele possa estar interessado de verdade, acredita que é mais uma aposta. Após a rejeição, Zach se vinga de Hannah e sabota o trabalho da escola relacionado aos pacotinhos de elogio, na aula de comunicações, tirando os direcionados para Hannah, justamente no momento em que ela precisava de apoio ou reforço positivo.

Assuntos para conversarmos: rejeição, vingança, sabotagem, importância dos elogios e reconhecimentos. Sentimento de solidão, relações interpessoais.

8. Fita 4, Lado B.

Sinopse: Inspirada por um poema, Hannah abre seu coração, Tony conta a Clay sobre a noite em que Hannah morreu.

Motivo 8 – Traição - Ryan Shaver: Hannah e Ryan descobrem que possuem um interesse em comum: poesias; apesar de ela não o considerar um amigo, visto que ele já havia exposto a lista da melhor bunda no jornal da escola. Ele encoraja Hannah a escrever e recitar. Hannah escreve um poema e Ryan a trai publicando no jornal da escola sem o seu consentimento. Hannah já estava se sentindo exposta por causa das fotos de Tyler; agora, seus pensamentos privados estavam expostos. No mesmo episódio, os pais de Hannah expõem a crise financeira que enfrentam e os pais não ligam quando ela pede para se mudarem de cidade.

Assuntos para conversarmos: traição, confiança, exposição, escrever sobre sentimentos. Problemas familiares, distanciamento dos membros.

9. Fita 5, Lado A.

Sinopse: Hannah testemunha um acontecimento traumatizante durante uma festa de verão. Clay tenta conversar com Justin, e Marcus diz que o pior ainda está por vir.

Motivo 9 – Culpa - Justin Foley: Justin se sente de alguma forma endividado com Bryce, por todo apoio que lhe dá quando não pode estar em casa e por não ter a família que deseja ter, assim como o amigo. Bryce fala: “o que é meu, é seu”, e Justin não consegue impedi-lo de estuprar sua namorada, Jessica. Hannah estava escondida no quarto, paralisada devido tamanha brutalidade de Bryce, e também não conseguiu reagir. Jessica estava alcoolizada e inconsciente e, por algum tempo, acredita que o estupro não aconteceu; que havia transado com o namorado, Justin, naquela noite, com quem foi para o quarto. Acredita que Hannah mente na gravação, assim como Justin e Bryce a fazem acreditar e guardam o segredo. Mas aos poucos sente que tem algo estranho, desenvolve um vício e dependência por bebida alcoólica, até que Jessica consegue lembrar do que aconteceu.

Hannah se culpa e culpa Justin por não terem feito nada, por não terem ajudado Jessica que precisou deles naquela noite.

Assuntos para conversarmos: consentimento, estupro, lealdade entre amigos, mentiras, traumas, culpa, responsabilização.

10. Fita 5, Lado B.

Sinopse: Confusa, Hannah pega carona ao sair da festa. O comportamento de Jessica fica cada vez mais instável e Clay descobre a verdade sobre a tragédia.

Motivo 10 – Conivência - Sheri Holland: Sheri dá uma carona para Hannah, após a festa em que Jessica foi violentada. Sheri acaba batendo o carro, derrubando uma placa de pare e ao invés de aceitar chamar a polícia como Hannah sugere; Sheri foge e deixa Hannah no local. Hannah estava disposta a avisar a polícia, mas não foi rápida o suficiente: um acidente acontece no cruzamento devido a falta da sinalização e um colega da escola (Jeff) morre. Hannah se sentia conivente com a situação errada; Sheri pediu para que ela não abrisse a boca. Enquanto isso, os citados nas gravações armam um flagrante com droga para Clay, a fim de não serem delatados sobre o que fizeram para Hannah.

Assuntos para conversarmos: conivência, abandono, valores morais, assumir os erros, segredo.

11. Fita 6, Lado A.

Sinopse: Clay e Hannah estão cada vez mais próximos. Enquanto Clay passa uma noite angustiante ouvindo sua fita com Tony, o clima fica tenso na casa de Bryce.

Motivo 11 – Sentimentos - Clay Jensen: Hannah estava apaixonada por Clay, algo que aconteceu aos poucos. Mas ela não estava bem, não conseguia se conectar emocionalmente e mais profundamente com alguém. Hannah lamenta não ter tido coragem ou oportunidade para conhecê-lo melhor e de falar o quanto o admirava. Hannah também quis justificar alguns de seus comportamentos com ele, como sua reação quando estavam se beijando na festa e ela pediu para ele sair do quarto. Hannah considera que Clay não deveria estar na lista, ela só queria explicar. Mas Clay se sentiu culpado, assim como os outros, pois gostava dela e não tentou entender o que ela estava passando ou sofrendo. Por não ter reparado. É nesse episódio também que o estupro da Jessica é revelado.

Assuntos para conversarmos: assumir e falar dos sentimentos, comunicação contraditória, esclarecer histórias.

12. Fita 6, Lado B.

Sinopse: Hannah acaba indo a uma festa após uma discussão com seus pais. Os alunos da escola recebem intimações e Justin tem que decidir quem merece sua lealdade.

Motivo 12 – Estupro - Bryce Walker: Bryce estupra Hannah. Ela estava enfrentando todos os conflitos anteriores e uma briga familiar por ter perdido uma quantia de dinheiro, no meio da crise financeira que seus pais enfrentam, começou a sentir que desapontava as pessoas. Bryce se aproveita do momento de fragilidade de Hannah, que inicialmente pede para que ele pare, mas depois se paralisa, sem conseguir reagir mais. Jessica também se dá conta do seu estupro e Justin explica sua relação com Bryce.

Assuntos para conversarmos: consentimento, estupro, culpa. Vítima, agressor – questões relacionadas às concepções das situações. Problemas familiares, distanciamento dos membros, educação democrática.

13. Fita 7, Lado A.

Sinopse: Hannah pede ajuda ao Sr. Porter, conselheiro da escola. Clay toca a fita nova para Tony e tenta decidir seus próximos passos.

Motivo 13 – Falta de ajuda - Sr. Porter: Apesar de tudo, Hannah resolveu se dar mais uma chance e pedir ajudar. Procurou o Conselheiro da escola e Hannah disse que se sentia perdida e vazia, e não se importava mais com ninguém. Que não era uma pessoa sem problemas e seus pais não precisavam dela assim. Independente disso, o conselheiro não conseguiu entendê-la ou perceber o que se passava com Hannah. Mesmo assim, ele ofereceu ajuda e pediu para que ela fosse mais específica e ela não deixou às claras, no entendimento do conselheiro.

Assuntos para conversarmos: buscar ajuda, falar o que sente, empatia, atenção profissional, prevenção, saúde emocional.

Ainda no último episódio:

Clay fala ao conselheiro que eles poderiam ter impedido. Sr. Porter esclarece que não havia como saber o que estava no coração e na cabeça da Hannah e, a verdade, é que ninguém poderia impedir. Entretanto, sabemos o que se passou na cabeça da Hannah. Mas impedir, realmente, é algo que não cabe a ninguém. Ajudá-la sim!

Também temos a cena do suicídio e é bem pesada. Alguns dizem que não precisavam ter mostrado, pois já havia o entendimento e ponto final. Mas, eles mostraram e não podemos ignorar isso.

O fato é que hoje, 2018, com o acesso que temos às informações, cenas de filme e tudo mais... Será que essa cena é algo com que devemos nos preocupar?

Ou será que a nossa preocupação tem que ser em: se você sente vontade de morrer, fale com alguém, busque ajuda ? Bom, a verdade é que as pessoas querem acabar com a dor que sentem e não, necessariamente, com a própria vida. E o que precisamos mostrar para elas, é que existem outras formas de fazer essa dor cessar. Primeiramente, precisam BUSCAR AJUDA.

Dois pontos importantes:

Primeiro, a culpabilização. A personagem grava as fitas com o objetivo de desabafar aos envolvidos que eles tiveram participação negativa em sua vida e por esses MOTIVOS ela não tem saída, não tem como continuar a vida.

  • Essa é uma questão muito delicada. Simplesmente achar culpados é muito complexo. É uma questão que precisa ser muito conversada, elaborada e esclarecida em cada caso. Visto que as consequências ao culpar as pessoas podem ser pesadas. E a própria Hannah, por apontar que considera as pessoas citadas como os culpados.

Segundo, a postura do conselheiro da escola. A personagem buscou ajuda, ela não falou com todas as palavras, mas ela buscou ajuda. Ele, estava muito preocupado com o telefone que não parava. Ou ele não quis, de fato, se envolver ou se comprometer? Ela deveria ter falado o que de fato tinha acontecido? Sim, deveria. Teve medo? Sim, teve. Não se sentiu acolhida por ele? Não, não se sentiu.

  • Não sei qual é a formação do conselheiro, se é psicólogo ou não. Na profissão de psicólogo, nós não podemos falar pelos clientes, induzir às respostas. Mas faltou pró-atividade. Faltou atenção. Faltou acolhimento. Faltou empatia. Saibam que a postura dele foi ruim. Não considerem que um psicólogo(a) vai agir assim, quando for procurado ou quando lhe pedirem ajuda. Pelo menos, não deveria. Mas é muito importante deixar bem claro, para o profissional que você precisa de ajuda. Buscar ajuda, é efetivo!

A frase fantástica dita por Clay, deve estar presente no nosso dia-a-dia:

Precisa melhorar, a maneira como tratamos uns aos outros e

cuidamos uns dos outros.

De alguma forma, precisamos melhorar.

Obs.: As imagens da série utilizadas na postagem foram retiradas da divulgação, no Google.

#SaúdeEmocional #13ReasonsWhy #Séries #CristinaDallaNora #Suicídio #Psicologia #emcena

© 2016-2020 por vempensarPSI.com.br e cristinadallanora.com.br

Atenção: este site não oferece atendimento imediato e de emergência. Em caso de crise, ligue para 188 - Centro de Valorização da Vida - ou acesse www.cvv.org.br. Procure o hospital mais próximo em caso de emergência.