Supervisão na Abordagem Sistêmica

Supervisão Clínica para Psicólogas(os) na Abordagem Sistêmica com Cristina Dalla Nora (Psicóloga | CRP - 06/156944). Serviço destinado às psicólogas(os) interessadas na supervisão de seus casos atendidos em clínica. Além da supervisão dos casos atendidos, indicação de ferramentas, técnicas e textos das teorias-escolas da Abordagem Sistêmica para aprofundamento na abordagem.

Wapp.png
Mulheres em reunião
Supervisão Clínica

 

A supervisão clínica pode ser realizada por uma/um profissional da Psicologia, registrado no Conselho Regional, e que esteja capacitado pessoal, teórica e tecnicamente. Sua atuação deve ser dentro da ética profissional e baseada em métodos e técnicas reconhecidas e fundamentas na ciência psicológica. Os objetivos da supervisão clínica estão relacionados com:

- auxiliar no manejo clínico;

- aplicabilidade das técnicas terapêuticas;

- promoção da reflexão sobre o vínculo terapêutico;

- construção dos recursos necessários para desenvolver o raciocínio clínico;

- análise dos desdobramentos relevantes em cada caso;

- elaboração de um plano terapêutico.

Conheça Cristina Dalla Nora e seu trabalho - Clique aqui 

Tenho experiência na psicologia clínica, com atendimentos individuais a crianças, adolescentes e adultos e também atendimentos conjugais e familiares - na abordagem sistêmica. 

Psicóloga

Especialista em Terapia Conjugal e Familiar pela Abordagem Sistêmica

Especialista em Docência no Ensino Superior

Mestra em Psicologia em Desenvolvimento Humano em Sistemas Familiares e Educacionais

Formação em Mediação de Conflitos e outros cursos

Na pesquisa que desenvolvi no mestrado, utilizei como teoria-base a abordagem sistêmica familiar focada na Comunicação Humana e na Escola Estrutural, bem como, a teoria dos Estilos Parentais (Diana Baumrind). 

AtençãoTodo psicólogo que oferece Supervisão a psicólogas(os) on-line precisa estar autorizado pelo site e-PSI, do CFP.

 

Verifique!

https://e-psi.cfp.org.br/psicologas-cadastradas/

Cristina Dalla Nora - Aprovada

Compromisso ético: as Supervisões Clínicas estarão dentro

dos parâmetros éticos, pautados

por resoluções do CFP.

Como funciona

 

Você pode entrar em contato por

e-mail ou WhatsApp solicitando agendamento, valores ou informações mais específicas.

  • Virtualmente: a supervisora encontra a(o) psicóloga(o) no ambiente virtual, por video-conferência.

A Resolução CFP 11/2018 regulamenta a

prestação de serviços psicológicos

realizados por meios de tecnologias da

informação e da comunicação.

Primeiro encontro: farei um cadastro prévio sobre a sua atuação profissional, para conhecer sua formação e teorias e técnicas que utiliza. Separe alguns minutos a mais (10min), no primeiro encontro.

Supervisão: a(o) psicóloga(o) relatará o caso, as dificuldades enfrentadas, hipóteses, diagnósticos e  juntos irão analisar e encontrar estratégias de intervenção. É 

importante ter informações sobre o caso supervisionado em mãos e preparar uma apresentação inicial do caso, rica em 

informações, no momento de cada encontro. 

Duração de cada encontro: 60 (sessenta minutos).

Frequência: de acordo com a necessidade de cada psicóloga(o). Será a(o) supervisanda(o) que definirá. Geralmente, os encontros acontecem de forma quinzenal. 

Valores: vamos combinar de forma privada. E vai pensando: quanto você pode investir na sua supervisão?

 

Dúvidas frequentes:

Posso fazer a supervisão sendo que utilizo outra abordagem?

Até pode. Entretanto a supervisão que disponibilizo é na abordagem sistêmica. A visão de mundo, visão de homem e constituição do indivíduo, estrutura teórica e técnica será toda baseada nesta abordagem. 

Quantos casos podem ser supervisionados em cada encontro?

De 1 a 2 casos. Precisamos passar pelo contexto em que cada cliente está inserido, entender a demanda e construirmos as estratégias de atuação. Dessa forma, o tempo dedicado a cada caso pode ser longo e impedir a supervisão de vários casos em um único encontro.

Se eu tiver dúvidas em relação às Resoluções do CFP, você pode me ajudar?

Sim. Sempre passo algumas orientações relacionadas às Resoluções e à Ética Profissional. Entretanto, a responsabilidade no cumprimento desses quesitos, será sempre do profissional que atua diretamente no caso atendido.